OREGÃOS FRESCOS

OREGÃOS FRESCOS

O mais normal é conhecermos os oregãos secos, aqueles que as nossas avós e pais guardavam  o ano inteiro num armário da cozinha para escapar da humidade. Mas existe também uma variedade “Oregenum vulgare” para consumir em fresco, e digo já que são uma maravilha. Não consigo pensar numa salada de verão daquelas que levam tomate coração sem oregãos frescos. As massas, as pizzas, e até as carnes ficam com outro requinte. O mais bonito disto tudo é que com uma erva aromática é possivel fazer pratos simples com um sabor top!!!

Os orégãos contêm um óleo essencial (com timol, carvacrol, limoneno), ácidos gordos com propriedades antioxidantes, antibióticas, antivirais e imunoestimulantes e ácido rosmarínico, com forte ação antioxidante.

O carvacrol (uma das substâncias mais importantes em fitoterapia), pelas suas propriedades antitumorais, anticancerígenas, analgésicas, anti-inflamatórias, hepatoprotetoras e antiplaquetárias.

Combate contra bactérias como Escherichia coli e Staphylococcus aureus, salmonelas (Salmonella typhimurium), sendo por isso muito eficaz como antibiótico no tratamento de gastroenterites, infeções urinárias e pneumonias.

Os orégãos regulam a quantidade de glicose no sangue, sendo por isso também um antidiabético.